Tecnologia

Impressoras 3D na logística: um sonho possível

Reinaldo Menegazz, Head of Trucks da CargoX, descreve como o mercado de logística pode ser impactado pelas impressoras 3D.

Nos últimos anos, as impressoras convencionais ganharam uma evolução que vem impressionando a sociedade e diversos mercados: a possibilidade de se imprimir em 3D. Ao ver uma delas funcionando, nos vemos quase em um filme de ficção científica, pois era inimaginável há pouco tempo que uma máquina pudesse “imprimir” casas, ferramentas, brinquedos e outras diversas coisas. Mesmo por mais diferente que seja, essa possibilidade pode será benéfica e criar um novo momento para os mercados, uma situação mais barata e com um nível de qualidade maior.

Para se entender como essa novidade pode influenciar no mercado, temos que partir do ponto que o custo da produção dos produtos por meio de uma impressora 3D ficaria muito abaixo do valor atual. Isso seria acompanhado de um custo da mão de obra também mais baixo, pois o processo ocorreria quase que completamente de forma automatizada. Além desses dois pontos, teríamos a questão do tempo de produção que seria, também, menor dentro dessa nova possibilidade.

Essa nova alternativa injetaria no mercado de logística uma nova produtividade, pois sempre existiriam peças em estoque, fazendo com que os veículos retornassem mais rápidos aos trabalhos; o custo da manutenção de um caminhão seria muito menor, reflexo do custo da produção; a durabilidade das peças também seria elevada, pois como são projetadas de forma inovadora conseguiriam maior tempo de vida; entre outros pontos que envolvem o mercado.

Leia também: Conheça as Tecnologias aplicadas à logística 

O próximo passo desse processo de desenvolvimento é a produção de veículos completos, atualmente já são “impressos” carros e casas, mas dentro da logística um caminhão e até um galpão inteiro podem ser o futuro. Com custos infinitamente menores, podemos ter um mercado bastante competitivo e que impactaria diretamente no valor final dos produtos, criando um ciclo virtuoso para toda a economia.

As novas tecnologias estão crescendo e isso pode ser muito benéfico para diversos setores, aplicativos mobile já são realidade há algum tempo e os próximos passos estão a nossa frente, devemos utilizar eles da melhor forma, fazendo com que a sociedade se beneficie por completo.

Leia Também: CargoX discutiu inteligência artificial dentro do transporte durante Intermodal 2017

Sobre a CargoX

A CargoX é a primeira transportadora do Brasil sem frota própria, baseada em tecnologia e inovação, operando conectada em tempo real, por meio de um aplicativo próprio, a uma rede de mais de 100 mil motoristas autônomos. Lançada oficialmente em março de 2016 e considerada como a “Uber do transporte de cargas” a empresa é pautada pelas diretrizes agilidade, flexibilidade e qualidade na experiência do contratante do serviço, além de responsabilidade pelas cargas transportadas. Atualmente, atende todas as regiões do país e com crescimento médio de 57%.

Durante os primeiros 12 meses de atuação, a companhia conquistou investimentos em duas rodadas, os principais investidores são a Goldman Sachs, Valor Capital Group, Oscar Salazar (fundador da Uber) e outros nomes do mercado de transporte. Dentre os principais clientes da empresa estão: Leroy Merlin, Minalba, Brasil Kirin, Saint Gobain, entre outros.

 

Previous post

Entenda a importância de uma plataforma ERP especializada

Next post

FCE Farma contará com ‘Espaço logístico’, fruto da parceria entre a Painel Logístico e uma das maiores promotoras de feiras do mundo

Painel Logístico

Painel Logístico