ArmazenagemMercado Logístico

Arno e Correios garantiram maiores absorções do Mercado de Condomínios Logísticos de alto padrão no RJ

A pesquisa da SiiLA Brasil para o quarto trimestre de 2016, mostra que o mercado de condomínios logísticos de Classe A+ e A do Rio de Janeiro teve um crescimento de 37%, somando 327 mil m² de novo estoque. O estoque total atual é de 1,22 milhão m², onde as regiões Duque de Caxias, Santa Cruz / Campo Grande e Pavuna representam 72% de todo o mercado.

Uma das maiores absorções do mercado no ano foi da Arno, com um contrato built to suit, que absorveu uma área de 35,6 mil m² para armazenagem (centro logístico) no segundo trimestre, e mais 56 mil m² para produção industrial (fábrica) no quarto trimestre de 2016, totalizando 91,6 mil m² de absorção da empresa no empreendimento Patria Itatiaia.

Os Correios foi a empresa responsável pela logística das Olimpíadas de 2016 e montou sua base operacional, temporariamente, em 75 mil m² no condomínio logístico IBP da incorporadora Goodman. Esta foi também uma das maiores absorções no mercado.

Houve uma pequena variação no valor de aluguel do Estado, por conta da redução do estoque disponível, mas nada muito relevante. O preço médio de locação foi de R$ 22,88/m², permanecendo praticamente estável em relação ao trimestre anterior.

Contudo, em um ano, a taxa de vacância subiu de 16,77% para 21,08% no mercado, representando um aumento de 4,3%. Empreendimentos recém-entregues como VBI Log Seropédica, 2ª fase do Golgi Seropédica e o galpão 200 do Prologis CCP Caxias, ainda não foram absorvidos, contribuindo para o crescimento da disponibilidade.

“Espera-se que os próximos trimestres demonstrem um cenário mais atrativo para o mercado de condomínios logísticos no Rio de Janeiro”, comenta Giancarlo Nicastro, CEO da SiiLA Brasil.

A SiiLA (Sistema de Informação Imobiliária Latino Americano) é uma plataforma de inteligência imobiliária disponível a partir do site www.siila.com.br, que reúne as informações mais relevantes do mercado imobiliário comercial.

Previous post

EMAP faz parceria com Athenas para implementar TOS+ no Porto de Itaqui

Next post

Parceria com Jamef garante a Hinode nível de performance de 95%

  • Excelente a matéria. A ocupação esta mais lenta em função do momento econômico e político, entretanto desde abril de 2017 temos notado um aumento nas consultas do portal http://galpaoaluguelevenda.com.br/ o que pode sinalizar uma expectativa de recuperação na taxa de absorção de galpões logísticos.

Redação Painel Logístico

Redação Painel Logístico

Matérias e reportagens especiais conduzidas internamente pela Redação Painel Logístico