Startup de logística permite economia de até 40% para seus clientes por meio de algoritmo proprietário

Startup de logística permite economia de até 40% para seus clientes por meio de algoritmo proprietário

Por meio de tecnologia e inteligência artificial, a RoutEasy planeja, controla e gerencia a operação das entregas de mais de 300 empresas
 

Dados da Pesquisa Conjuntural do Comércio Eletrônico (PCCE), elaborada pela FecomercioSP em parceria com a Ebit/Nielsen, demonstram que, em 2021, o segmento online teve alta de 39% em comparação com o ano anterior. Junto com a alta do setor, também cresceu a demanda por soluções eficientes de logística e entrega. O transporte de carga no Brasil teve um aumento de 38% no primeiro quadrimestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020, segundo o Índice de Movimentação de Cargas do Brasil, publicado pela AT&M.

Startup atuante no setor, a RoutEasy utiliza inteligência artificial em soluções de otimização e gestão de entregas. A empresa desenvolveu um algoritmo que permite economia de até 40% a seus mais de 300 clientes de diversos setores e tamanhos. Isso porque a empresa desenvolveu um SaaS (Software as a Service) que oferece tecnologia e inteligência artificial presentes no planejamento, controle operacional e gerenciamento de rotas de entregas, coletas e serviços de campo.

A solução conta com algoritmo genético, plataforma de roteirização em nuvem e torre de controle com gestão em tempo real. Nesse sentido, a inteligência artificial entra para otimizar e integrar processos, atribuindo maior produtividade e menor custo de entrega, além da garantia da qualidade do serviço que chega ao consumidor final. Além disso, a IA também é aliada do sistema na análise de informações da carga, como características das mercadorias, destinos e disponibilidade de veículos.
 

Prova de seu modelo de negócio sólido e inovador é que a empresa viu sua demanda por serviços logísticos saltar em 54% de 2020 para 2021 e recebeu um aporte no valor de R$5,8 milhões em agosto de 2021 para continuar a revolução, modernização e otimização do tradicional setor. “É exatamente a utilização de tecnologia e inteligência artificial no processo de entrega que possibilita que a RoutEasy viabilize uma economia de até 40% aos nossos clientes. Além disso, eles têm acesso a um aplicativo no qual o motorista registra as informações de rota e status dos serviços. Com isso, as empresas têm visibilidade e conhecimento da operação em tempo real”, conta Caio Rena, CEO e fundador da empresa.

Em abril de 2021, foram roteirizados 9 milhões de pontos pela empresa, um aumento de 67% em comparação com janeiro de 2020, quando a pandemia ainda não havia impactado os setores da economia. Atualmente, a operação da RoutEasy é, em sua maioria, nacional, mas já possui operações em outros países da América Latina, como Colômbia, México e Costa Rica.
 

Sobre a RoutEasy:

A RoutEasy é uma startup de logística que utiliza inteligência artificial em soluções de otimização e gestão de entregas. Com mais de 300 clientes no Brasil e na América Latina, a Logtech aposta na inovação no tradicional setor de entregas. Sua atuação é baseada em algoritmo genético, programação e inteligência artificial, os quais são utilizados para otimizar e integrar processos. Isso contribui para maior produtividade e menor custo de entrega, e, assim, a startup fundada por Caio Rena gera economia de até 40% a seus clientes, que reúnem nomes como Light, Royal Canin, Solística, Infracommerce, Malagu e Labi Exames. Em agosto de 2021, a RoutEasy recebeu um aporte Série B liderado pelo Grupo Ultra (UVC) no valor de R$5,8 milhões.

Publicidade