Mercado de galpões: Entenda a relação com e-commerce e conheça suas tendências

Mercado de galpões: Entenda a relação com e-commerce e conheça suas tendências

O segmento de comércio eletrônico vem aumentando sua participação no varejo recentemente, e essa guinada nas vendas pela internet impactou também o mercado de galpões

O isolamento social por conta da pandemia de covid-19 impactou diretamente o comércio eletrônico. Pessoas que nunca haviam feito uma compra online na vida passaram a consumir produtos pela internet.

Desde meados de 2020, o setor cresceu muito. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o faturamento do e-commerce foi 61% mais alto somente no ano passado, e em 2021 a expectativa é que a sua participação no varejo se consolide ainda mais.

Além do crescimento das empresas que operam de forma online e a participação de tradicionais produtos, como equipamentos para escritório, móveis, eletrodomésticos e vestuário, players do ramo alimentício e farmacêutico também merecem destaque nas vendas durante este cenário pandêmico.

Essa guinada no comércio pela internet refletiu no mercado de galpões e nos projetos de logística, que desde 2019 já se preparavam para um ciclo de crescimento, com projeções positivas.

Com o comércio virtual aquecido, o estoque de galpões logísticos no Brasil cresceu em quase 215 mil metros quadrados no primeiro trimestre deste ano, segundo levantamento da plataforma de pesquisas SiiLA, divulgado pelo jornal O Globo.

A área equivale a 30 gramados do Maracanã – e a consultoria prevê um avanço ainda mais acelerado até o fim do ano, com um crescimento de 3 milhões de metros quadrados; mais de 400 “Maracanãs”.

Vantagens de alugar um galpão

Construir um galpão exige alto investimento, enquanto o aluguel de galpão tem um custo mensal fixo que te permite programar despesas sem precisar fazer um grande aporte. Também é possível obter vantagem com o ganho de tempo, uma vez que é factível encontrar imóveis em localizações estratégicas e prontos para serem usados.

Ainda que a sede da empresa não esteja próxima ao galpão, é possível alugar um espaço mais perto de grandes centros e do consumidor. Você ainda ganha flexibilidade com a descentralização, já que a empresa não ficará restrita a uma localidade por causa de um imóvel próprio.

Tendências

A sustentabilidade norteia muitas decisões no mercado hoje em dia e tende a ser cada vez mais assim. Quando um espaço apresenta economia de recursos e possui especificações como ventilação natural e iluminação zenital (com luz natural), por exemplo, ele deverá ser valorizado por isso.

Materiais que não demandam manutenção frequente, como coberturas metálicas de qualidade e telhas zipadas, são a melhor solução do mercado e não apresentam emendas e nem parafusos aparentes, além de oferecerem maior conforto acústico e térmico. Já as estruturas metálicas como base diminuem bastante o tempo de construção e têm maior durabilidade.

Outra tendência interessante é o self-storage, usado muito em países europeus e nos Estados Unidos, que se trata de alugar pequenos espaços dentro de grandes centros de distribuição voltados para pequenos lojistas que vendem online, em sites próprios ou em marketplace.

Dicas para alugar um galpão

Galpões e condomínios logísticos e industriais precisam estar preparados para atender a variados tipos de demanda, sejam empresas de pequeno ou grande porte, com cargas delicadas ou pesadas. Apesar disso, existem questões que devem ser analisadas para não errar na escolha:

Avalie as condições estruturais

É imprescindível ser criterioso na avaliação da estrutura, certificando-se que não há problemas de nenhuma natureza, ou você poderá ter prejuízos com a sua mercadoria no futuro. Verifique também se o espaço tem toda a estrutura necessária que você precisará: seu produto exige salas refrigeradas, por exemplo? Pois então vá atrás delas.

Calcule bem o espaço que você vai precisar

Cada empresa precisa de espaços diferentes que sejam adequados às suas necessidades no momento. Entenda que um local muito pequeno pode interferir no fluxo de trabalho, bem como um espaço grande demais pode ser motivo de desperdício de recursos.

Estrutura para transporte

Observe não somente o prédio, mas também o terreno em torno dele: verifique, por exemplo, se há espaço suficiente para as movimentações dos veículos e estacionamento. Prefira um lugar plano, com docas e outros facilitadores para carga e descarga.

Segurança

Neste caso, é interessante procurar um lugar com segurança 24 horas por dia, sete dias por semana. Para manter o seu estoque seguro, contrate um sistema especializado no assunto e que fique responsável por toda a área útil do imóvel.

Altura e piso

Um galpão com mais de 10 metros de altura facilita a adequação da estrutura para ordenar a mercadoria. O piso resistente, por sua vez, aumenta a vida útil das empilhadeiras e ajuda nos deslocamentos.

Fique atento aos acessos

Muitas vezes, a estrutura tem uma localização ótima, próxima aos clientes e fornecedores e com todo o tipo de serviço que você precisa. No entanto, se as vias de acesso para caminhões e carretas não forem de qualidade, o cenário pode impactar diretamente o seu fluxo, principalmente se ele for considerável.

Entenda que um espaço que oferece um ambiente de trabalho agradável proporciona mais qualidade de vida a todos os envolvidos na operação. Isolamento térmico e acústico, refeitório completo e serviço de limpeza frequente são alguns outros fatores que contribuem para um local de trabalho produtivo e funcional.

Maria Gabriela Ortiz

br.hedgehogdigital.co.uk

Publicidade