Indústrias de bebidas estão em busca de galpões

Indústrias de bebidas estão em busca de galpões
Temporada de festas de final de ano e temporada de verão impulsionam a busca por armazenagem para atender demandas do período. Fornecedores registram alta de 11% na demanda

Mesmo em um ano desafiador para a economia nacional, a indústria de bebidas promete continuar aquecida com a sazonalidade provocada pelas festas de final de ano e a chegada da temporada de verão. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA), apenas no primeiro semestre de 2020, o setor registrou crescimento de 0,8% em faturamento e de 2,7% na produção física. Os dados positivos corroboram com a mudança no comportamento dos consumidores, que mudou ao longo do ano ao passar a consumir mais bebidas em casa – algo que também promete continuar influenciando positivamente o bom desempenho do setor.

“O segmento não está sofrendo variação, continua em ampla produção e com alta demanda. Esta época do ano é o momento mais importante para o setor de bebidas e as indústrias estão se preparando para isto. Ao que tudo indica, será um período bem sucedido e sem grandes alterações”, afirma a gerente Comercial da Tópico, Silvia Ayala. Segundo a executiva, a empresa, líder no segmento de galpões flexíveis para armazenagem e cobertura, já sente os reflexos da sazonalidade.

Nos últimos meses, segundo Silvia, a procura por galpões que ajudem a expandir a capacidade de armazenagem dos estoques desse setor, aumentou em 30%. Atualmente, a Tópico conta com mais de 50 clientes do segmento, localizados em todas as regiões do país.

“O produto da Tópico é ideal para períodos de sazonalidade como o Natal e a alta temporada de verão. Os galpões são dinâmicos, se adaptam a qualquer piso e condição climática e são montados de acordo com o tamanho e período desejado. Além disso, é possível estruturá-lo em poucos dias, ao passo que a construção de um galpão de alvenaria é infinitamente mais oneroso e leva meses para finalizar”, lembra a gerente.

Outro importante diferencial dos galpões flexíveis é a adaptabilidade, pois variam de acordo com a necessidade de cada empresa e a região na qual será instalado. “No norte do País, por exemplo, utilizamos equipamentos como Cycloar – sistema de exaustão implantado em galpões – e acessórios como janelas de ventilação, iluminação, entre outros itens para melhorar o conforto térmico dos colaboradores que manuseiam os produtos e também para garantir a integridade das próprias bebidas”, explica.

 

Sobre a TÓPICO
Fundada há mais de 40 anos, a Tópico é a empresa líder no mercado nacional no segmento de infraestruturas flexíveis. Com mais de 2,5 milhões de m² instalados, a empresa – que vende e aluga galpões flexíveis – contabiliza mais de 800 empresas em carteira, sendo a maioria indústrias dos mais diversos setores, agronegócio, empresas de logística, infraestrutura e serviços em geral.

Com fábrica própria e centro de distribuição localizados em Embu das Artes, São Paulo, a empresa também possui filiais estratégicas pelo País: em São Paulo (capital), Contagem (MG), Salvador (BA) e Parauapebas (PA). Em 2014, a Tópico teve seu controle adquirido pelo fundo latino de “Private Equity” Southern Cross Group, presente em seis países.

PublicidadeError, group does not exist! Check your syntax! (ID: 4)