Conheça 4 tendências de logística cada vez mais comuns no e-commerce

Conheça 4 tendências de logística cada vez mais comuns no e-commerce

Cada perfil de consumidor tem uma necessidade de entrega e o mercado tem se adaptado cada vez mais rápido às exigências

As vendas online tiveram um boom no último ano e as empresas precisaram se adaptar para suprir a demanda que aumentou do dia para a noite. Novos consumidores se acostumaram às tecnologias e os que já estavam habituados com as compras online estão ficando cada vez mais exigentes. Mas como acompanhar as expectativas desses consumidores?

Talvez a palavra-chave para isso seja diversificação. Existem diversos perfis de compra, cada um com uma necessidade. Alguns querem os produtos o mais rápido possível, custe o que custar, na porta de sua casa. Outros não se importam em esperar mais para pagar menos, haja visto como as compras internacionais se popularizaram nos últimos anos, e temos ainda aqueles que são atraídos pelos preços convidativos da internet, mas que ainda querem a prática de consumo offline. 

Para cada problema existe uma solução logística que permite uma boa experiência de compra aliada a otimização de custos para o lojista. 

A Entrega no Mesmo Dia (Same Day Delivery), é a solução mais eficiente para os “apressadinhos” e tem sido uma grande tendência no e-commerce. Grandes varejistas têm investido bastante na modalidade e liderado a corrida pelas entregas rápidas, com compras de frotas próprias e armazenamento de produtos em locais estratégicos para entregar em horas o que antes levaria dias. “Estima-se que, até 2026, 25% das entregas serão feitas no mesmo dia e o mercado precisa se preparar para isso, porque apesar de oferecer inúmeras vantagens, como atender a fatia mais importante do mercado, a mais ansiosa e que compra melhor, o same day delivery pode gerar uma imagem negativa para a empresa se não for bem planejado. No comércio eletrônico a entrega é uma extensão da marca e se você se propõe a oferecer o serviço e apresenta uma experiência ruim para o cliente, você vai ter um problema”, explica Evilásio Garcia, CEO da AgileProcess, empresa de tecnologia para logística, que faz parte do Grupo Intelipost.

O tipo de consumidor que prefere este serviço é chamado de Consumidor 5.0. Eles não gostam de esperar, estão acostumados com a tecnologia, querem um atendimento rápido e eficiente a qualquer hora do dia (ou da noite) e não se importam de ter que pagar um pouco a mais por isso, mas são mais voláteis: eles não se importam onde vão comprar. Eles já sabem o que querem, conhecem o produto e vão dar preferência para o site que oferecer o melhor frete, no menor prazo. 

Mas implantar algo assim não é tão simples. O especialista explica que é preciso usar tecnologias que permitam acompanhar todo o processo logístico e ter uma gestão de estoque eficiente, com exemplares dos itens em diversos pontos da cidade ou manter a proximidade com fornecedores, centros de distribuição e centros de maior demanda, tanto para ter material para suprir as demandas, como para diminuir os custos de transporte.

 

E é neste ponto que chegamos em outra tendência, que é quase uma extensão da Entrega no Mesmo Dia, o Envio da Loja (Shipping From Store). Aqui, invés dos produtos saírem dos Centros de Distribuição, que costumam ficar em locais mais afastados, os envios saem das lojas, funcionando basicamente como pontos de estoque mais próximos dos clientes e dos grandes centros urbanos. “De onde o produto sai pouco importa para o cliente, mas pela proximidade com os destinos, o Envio da Loja permite que o produto chegue mais rápido com uma redução do custo logístico”, esclarece o CEO. 

Lembra quando falamos que existem vários perfis de consumidores? Então, essa tendência também supre a necessidade daqueles que não querem pagar caro pelo frete, porque a loja pode funcionar também como ponto de retirada. Os estabelecimentos costumam não cobrar nada a mais para quem quer aproveitar os preços convidativos do comércio eletrônico e não se importam de retirar diretamente na loja. Pequenos e-commerces podem recorrer aos PUDOs (Pick-up & Drop-off) para entregar suas encomendas – servindo como um ponto de coleta – que serão retiradas pelos próprios consumidores ou por uma transportadora, a qual se encarregará da entrega final. Além de funcionarem também como logística reversa, quando os itens precisam ser devolvidos ou trocados. “A vantagem do Ponto de Coleta & Retirada é que sempre vão existir comércios, mesmo que pequenos, próximos às pessoas, como farmácias e mercados, e ao centralizar as entregas nesses locais é possível reduzir os custos da entrega e cobrar um frete mais barato ou grátis”, acrescenta Garcia.  

O CEO da AgileProcess explicou também sobre outra modalidade que tem crescido: a de Entrega Colaborativa (Crowdshipping), feita por pessoas comuns, usando seus próprios carros, motos ou até mesmo bicicletas, patinetes e a pé. Já vemos muito isso em aplicativos de entrega de comida, as pessoas se cadastram numa plataforma e fazem a “ponte” entre os vendedores e os clientes. “Como as solicitações são feitas de acordo com as demandas, é possível responder melhor ao aumento de demanda, garantindo a agilidade sem elevar os custos, porque os entregadores já estão próximos aos locais e não tem o intermédio de uma empresa que demanda mais custos”, finaliza.

 

 

Sobre a AgileProcess

Criada para simplificar o processo logístico, tornando-o muito mais eficiente do início ao fim, as ferramentas da AgileProcess utilizam as melhores tecnologias para otimizar o uso da frota, propor melhores rotas e comprovar as entregas no exato momento em que forem realizadas. Com o objetivo de reduzir custos e trazer visibilidade para a operação, o sistema contabiliza mais de 9 milhões de entregas para 150 mil rotas, por meio de 13,5 mil veículos em todo o Brasil.

 

  Raíssa Jorgenfelth
Executiva de Atendimento

Cel: + 55 (11) 98228-9051

      

Publicidade