Artigos

Você sabe o que considerar antes de comprar uma empilhadeira?

Osmar Vinci Filho mostra o que levar em consideração na hora de comprar empilhadeiras

A perda de produtividade de um armazém pode estar relacionada a vários fatores. Um deles, diretamente ligado à correta logística de movimentação da mercadoria, a escolha da empilhadeira certa ajudará a definir o melhor fluxo e a velocidade de entrada e saída das mercadorias dentro do seu armazém.

Saber como escolher a empilhadeira ideal pode evitar perdas e custos extras, já que o uso dessas máquinas tem relação direta com a entrada e saída de materiais.

Para definir qual o melhor tipo, é preciso levar em conta as características do ambiente onde elas serão utilizadas, como a largura dos corredores, o peso e tamanho da mercadoria transportada, como é a manutenção de cada equipamento e principalmente como será o seu processo de picking.

No post de hoje, mostraremos o que considerar antes de comprar uma empilhadeira. Confira:

Leia também: Notícias, dicas e novidades em empilhadeiras

Uso interno ou externo?

O primeiro passo é definir onde a empilhadeira será empregada. Se for no ambiente externo da empresa, é recomendável escolher modelos movidos a combustíveis (diesel, GLP ou gasolina), que são mais baratos. Esses também são mais utilizados em terrenos com irregularidades.

Já do lado de dentro do centro de distribuição, o ideal são as empilhadeiras elétricas, que não fazem tanto barulho e nem emitem gases poluentes.

Na verdade, o modelo elétrico pode ser utilizado em qualquer terreno que seja liso e regular. Portanto, também pode ser empregada do lado de fora, se essas forem as condições da área. O valor de mercado é maior que o modelo a combustão, mas a diferença pode ser compensada ao longo do tempo por utilizar apenas eletricidade.

Qual é a estrutura da armazenagem?

Além disso, é importante ficar atento a outros pontos da estrutura de armazenagem que foi planejada ou a que já existe. A partir disso, será possível definir qual é a necessidade de elevação da empilhadeira.

A largura dos corredores, no caso de uso interno, é outro item importante a ser observado. Aliás, todo o espaço que será utilizado para manuseio do equipamento é determinante, como altura do vão de passagem.

Outra questão que merece cautela é o uso das empilhadeiras em caminhões. Essas devem ter um nível de elevação maior para fazer a movimentação da carga com segurança.

Quais são as características gerais da mercadoria?

Não é só o peso e o volume da mercadoria que estabelecem o modelo necessário de empilhadeira. Outros fatores – como, por exemplo, a fragilidade do produto – devem ser considerados. Devem se atentar como se comporta a sua armazenagem, se voce utiliza porta paletes ou trabalha com redução de custos buscando armazenagem blocada.

Na hora de comprar o equipamento, certifique-se da capacidade máxima suportada. Se o peso descrito for igual ou maior ao da carga mais pesada que será movimentada, então você está no caminho certo.

Mas não se esqueça de verificar o valor residual. Ou seja, qual é a carga máxima que a empilhadeira aguenta elevar até a altura máxima. Isso porque a maioria dos equipamentos não eleva sua capacidade total a 100% da altura.

Quanto vai gastar com manutenção?

Avaliar um equipamento não pode se restringir ao preço pelo qual ele é vendido na loja. O custo, que precisa ser colocado na ponta do lápis, inclui a manutenção ao longo dos anos de uso. Saber quanto será preciso gastar para trocar uma peça é fundamental.

Para isso, saiba onde estão os vendedores autorizados e qual é a vida útil da máquina. Além disso, procure saber de quanto em quanto tempo é necessário fazer a troca de óleo e de filtros. Muitos empresários alugam empilhadeiras antes de comprá-las, para conhecer o produto e verificar se as características atendem à necessidade do centro de distribuição.

Esse é um dos principais equipamentos utilizados em armazéns de estocagem. Por isso, é sempre bom contar com ajuda de profissionais que sabem como escolher a empilhadeira ideal, como o operador logístico. Como lida diretamente com os processos de movimentação, ele deve participar dessa decisão de compra, auxiliando na identificação dos recursos necessários e que priorizam o sucesso da logística de armazenagem.

Entendeu como é importante planejar a compra de uma empilhadeira? Acompanhe o portal e fique por dentro dos últimos artigos publicados na Coluna do Osmar Vinci Filho.

Artigo publicado originalmente no Blog do Osmar Vinci Filho

Previous post

MiX Telematics aumenta sua participação no mercado de transporte de passageiros

Next post

Expomafe 2017: Fronius apresenta soldagem pesada com TPS/i Robotics

Painel Logístico

Painel Logístico