O setor de logística e expectativas positivas para 2019

ABV192 SAO PAULO 03/2014 AMBEV / GUARULHOS Unidade da Ambev em Guarulhos (SP). Logística.

O setor de logística e expectativas positivas para 2019
Por Carlos Eduardo Lang, presidente da Confenar – Confederação Nacional das Revendas Ambev e das Empresas da Logística de Distribuição 

O Brasil está em fase de mudança. Vivemos um período de ajustes econômicos, e a expectativa que a economia nacional melhore é cada vez maior. A positividade ronda o mercado e os executivos acreditam que, com uma possível recuperação nacional, poderemos finalmente dispersar o clima de instabilidade e incerteza e caminharmos rumo ao futuro. Afinal, já se tem observado a retomada de alguns setores da economia e uma predisposição maior das pessoas em consumir, formando um cenário vantajoso – e como há tempos não se via – para as revendas.

De acordo com um levantamento realizado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), 81% dos empresários estão confiantes que os problemas nacionais de infraestrutura serão resolvidos ao longo dos próximos anos. Além da positividade, o estudo mostra que o otimismo está retornando e dominando outros mercados também com sinais de recuperação de suas atividades.

Pesquisas da ANTT e NTC também colaboram com esta expectativa e mostram que 44,5% dos empresários do Setor de Transporte acreditam na melhora da economia, número que em janeiro de 2016 era de apenas 5,4%. Por isso, a expectativa por um refortalecimento do cenário macroeconômico é geral. Mais de 76% dos entrevistados pela pesquisa da CNT espera um PIB (Produto Interno Bruto) maior do que o de 2018. Por conta disso, 54% dos empreendedores do setor pretendem ampliar o tamanho de suas frotas e retomar o investimento para seus negócios.

A Confenar está preparada para este ambiente e conta com uma estratégia alinhada ao portfólio de bebidas da Ambev, na compreensão e gerenciamento de um novo cenário ampliando novos horizontes para incrementar as parcerias. Com o verão, as revendas registraram aumento na venda das bebidas e, para as próximas estações, a expectativa é que a tendência de alta permaneça. Estamos em pleno voo.

Com foco total nos pilares que formam nossa base neste momento – Capacitação, União e Negócios -, conseguimos vislumbrar um futuro mais positivo, direcionando nossos esforços em dois importantes alicerces: a valorização do revendedor e a rentabilidade das revendas, com adoção de melhores práticas e gestão eficiente de custos e despesas. Além disso, investimentos em capacitação quer dizer avanços também na operação, uma vez que essa prática nos ajudará a ter colaboradores cada vez mais profissionais, focados e atentos às oportunidades de melhorarem.

            Outro fator esperado para o setor é que a tecnologia se instale definitivamente no mercado para agilizar processos e oferecer uma boa logística ao cliente. O avanço do ominichanel e tendências como Big Data, Inteligência Artificial e robotização em condomínios logísticos contribuem com a competitividade das empresas e avanços para todo o setor.

A inovação, portanto, é ponto central para o futuro, começando já. A visão inovadora para identificar soluções e diminuir retrabalhos, ajudará o mercado a corrigir pontos críticos, além de identificar formas para a redução de custo. Vale destacar, ainda, a importância das ações de responsabilidade ambiental, que mostram como o setor se adapta e se prepara para atender as demandas mais estratégicas.

Nesse sentido, podemos destacar, por exemplo, o desenvolvimento de novos formatos de embalagem, armazenamento e entrega de mercadorias, incluindo processos mais assertivos e com melhor eficácia e rapidez para atender a Rede de Revendas que fornece bebidas para diversos eventos que acontecem no Brasil antes, durante e depois do Carnaval. Falando em folia, devido à popularização dos blocos de rua, estamos diante de novas oportunidades.

As revendas precisam estar atentas a esse contexto, ampliando o portfólio de bebidas e outros produtos. Ainda há muito espaço para a colaboração entre esses players (embarcadores, transportadores, recebedores, clientes). O principal desafio neste cenário será unir expertises diferentes e complementares para buscar soluções completas, eficazes e eficientes. Além de tudo, adequadas para cada uma das diversas cadeias de abastecimento.

Enfim, sabemos que tecnologia, inovação e bom atendimento são pontos que já existem, mas que devem crescer absurdamente no mercado ao longo dos próximos anos, especialmente no ambiente brasileiro. O segredo do negócio é oferecer experiências de consumo cada vez mais personalizadas e que contribuam para a tomada de decisão do cliente. Essa é a grande “bola de ouro” para quem trabalha com logística.

Estamos passando por um primeiro trimestre de adequações e é difícil prever o que de fato vai acontecer no mercado, mas, esperamos que o cenário continue próspero e traga bons resultados.

* Por Carlos Eduardo Lang, presidente da Confenar, Confederação Nacional das Revendas Ambev e das Empresas da Logística de Distribuição 

Números Confenar

A Confenar possui 110 revendas afiliadas e mais de 500 empresários ligados à rede. As revendas Ambev associadas à Confederação geram 18.000 empregos diretos e cerca de 70.000 indiretos. Juntas, as revendas filiadas faturam mais de R$ 14 bilhões por ano, com potencial de consumo de produtos e serviços em aproximadamente R$ 800 milhões também ao ano. Possuem uma das maiores frotas do Brasil, com 10.370 veículos. Desses, 3.650 são caminhões, sendo 850 caminhões utilizados nas operações de puxada (transferência de produtos da fábrica para a revenda), 2.800 caminhões nas operações de entrega, 700 veículos terceirizados, 3350 motos, 2.250 automóveis/utilitários e cerca de 420 empilhadeiras. A Confenar investe anualmente cerca de R$ 22 milhões em autopeças, R$ 6 milhões em uniformes, R$ 10 milhões em seguros, R$ 2 milhões em treinamentos, entre outros. As frotas têm consumo anual de R$ 216 milhões em óleo diesel (combustível e lubrificante) e R$ 43 milhões em pneus. 

Sobre a Confenar

A Confenar (Confederação Nacional das Revendas Ambev e das Empresas de Logística da Distribuição) representa todas as empresas revendedoras dos produtos Ambev. Criada em janeiro de 2003, é a maior rede de distribuição de bebidas do País. Entre suas iniciativas destacam-se a otimização das atividades do segmento, a garantia da sua representatividade e a geração de negócios que beneficiem os revendedores associados. As revendas Confenar são responsáveis por uma das maiores frotas de veículos do País e por uma das mais complexas e eficientes operações de logística de distribuição do mundo.

PLANIN – Assessoria de Imprensa da Confenar/IntegramaxAngélica Consiglio e Beatriz Imenes – www.planin.com 

Equipe atendimento Confenar – confenar@planin.com | (11) 2138-8930

Publicidade