Continental explica como ler as medidas dos pneus industriais

Continental explica como ler as medidas dos pneus industriais

Os pneus industriais têm uma grande diversidade de formatos diante das várias atividades do setor. Por esse motivo, exigem uma identificação detalhada para cada tipo de produto.

Um exemplo são os pneus para empilhadeiras, veículos que registraram grande expansão após a Segunda Guerra mundial. Entretanto, cada região geográfica manteve seus padrões de medidas para pneus para essa aplicação. Esse fato perdura até os dias de hoje e é por isso que existem pneus comercializados no mercado com medidas tanto em polegadas (imperial) como em milímetros (métrica).

“É importante destacar que, em alguns casos, as medidas dos pneus industriais diferem um pouco das que estamos acostumados a ver em pneus de passeio e carga, particularmente pelo fato de ainda recorrermos ao uso de polegadas”, explica Vinícius Penna, gerente de pneus especiais da Continental para o Mercosul.

Para facilitar o processo de leitura das medidas dos pneus industriais, é muito importante conhecer a nomenclatura das partes que o compõem. São elas:

Principais Dimensões

A – Diâmetro Externo do Pneu

B – Largura Nominal de Secção

H – Altura Nominal de Secção

d – Diâmetro do aro

Entre as principais formas de leitura encontradas na indústria, podemos destacar:

Outros exemplos:  6.00-9, 6.50-10 e 8.25-15.  
Outros exemplos: 150/75-8 (16×6-8) e 225/75-15 (28×9-15)  

Em pneus radiais, utilizamos basicamente a mesma descrição dos pneus diagonais, porém usando o “R” ao invés do “-“.

Exemplo: 180/70R8, 6.00R9,7.00R12 e 225/75R15.

Para conhecer mais sobre a linha de pneus especiais da Continental visite https://www.conti.com.br/specialty ou contate um especialista pelo e-mail vinicius.penna@continental.com

Publicidade